26 de fevereiro de 2010

Grito mudo...

Procurando dentro de mim este Jesus que é Deus, procurando o homem que morreu para me salvar, procurando a Palavra de Deus encarnada, procurando-O, descubro o quanto pouco Ele me invade o coração...
Ele que é grande, Ele que é potente, Ele que é o maior de todos os Homens e no entanto cabe neste meu pequeno coração mas ainda não está todo preenchido. Este deixar entrar Jesus na minha vida, já teve o seu início e ainda está longe do seu fim!
O objectivo de todos nós que acreditamos no Cristo ressuscitado, é de encarnar, viver, respirar esta proposta de S. Paulo: "Já não é Cristo que vive em mim, sou eu que vivo em Cristo!" Esta é a frase que turba a minha fé no sentido que tudo que possuo, tudo o que vivo não chega ainda para afirmar esta grande graça...
Aquilo a que eu sou chamado, e não intermitentemente, não é um chamamento isolado, é um chamamento contínuo, pertinente e inquietante, faz-me pensar nesta pequenez que sou e que por vezes parece tão grande como o Mundo... Não!
Ainda não sou, ainda não conheço quem é Jesus na realidade pois não o vivo intensamente, totalmente, incondicionalmente nas palavras, nos gestos e nos pensamentos.
Estarei sozinho???
Não creio... Ele está comigo, chama-me, pede-me que o siga, pede-me a vida!
Este caminho que leva ao seu encontro, torna-se igualmente um caminho de proximidade, de conversão, de alegria: " Eu estarei convosco até ao fim dos dias..."
Ó Jesus, o quanto és grande para não abandonares este coração que teima em não te deixar viver plenamente nele...!
Esta presença na minha vida é assim um compromisso, uma esperança de uma vida nova plena de Cristo, de tal forma que transborda o Seu amor, a Sua presença no meio de todos aqueles que fazem caminho comigo nesta vida.
Deixar o Santo Espírito percorrer as minhas veias como sangue, deixar de olhar o Mundo com olhos de pecado mas olhá-lo com os olhos de Jesus... Os olhos que sorriram, choraram e agonizaram num sofrimento atroz !
Jesus eu amo-te mas aumenta o meu amor! Eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé!
Escuta a voz deste jovem que procura a remissão, que procura a libertação, que procura a alegria, que Te procura...
Enche-me de ti, ó eterno companheiro e amigo, para que eu possa um dia ser digno de cumprir a Tua vontade...
Ouve este meu grito mudo...

3 comentários:

Anônimo disse...

Beijinhos mudos...

Dyego Carlétti disse...

Meu irmão, Parabéns pelo Blog! Caminharemos juntos nessa evangelização da juventude!Siga-nos e seja nosso parceiro também la no \O Ser Profeta das Nações!! ::: http://blog.dyegocarletti.net/

Ir. Ma. Mendes, SSpS disse...

Bom Ano.
Parabens pela reflexão bonita sobre o silêncio.
Que Deus abençoe a vossa vida e a vossa família e que o ano novo traga muita saúde e paz.

God bless you